História

Conheça mais sobre a história do Grupo Caramuru. Uma trajetória de sucesso, marcada por sua ousadia, empreendedorismo e investimentos pioneiros no mercado brasileiro. Para ler as informações, clique nas décadas ou em cada ano.

Anos 60

1964. Nascimento da Máquina Caramuru

Na Rua Caramuru, em Maringá-PR, nasce a Empresa, ainda com o nome de seu fundador, Múcio de Souza Rezende, mais conhecida como Máquina Caramuru. Conduzida com espírito empreendedor, desde cedo foi se consolidando na área de processamentos de grãos, abrindo filiais e aumentando sua importância no setor moageiro.

historia_1964
1964. Primeiras embalagens

É criada uma das primeiras embalagens: o Creme de Milho Caramuru.

historia_1964_2

Anos 70

1970. Início das incorporações

Após uma incorporação, a Empresa passa a se chamar Produtos Alimentícios Caramuru.

historia_1970
1971. Expansão das fronteiras agrícolas

No começo dos anos 70, o Grupo viu, no interior do Brasil, um ponto de expansão das fronteiras agrícolas. Abrimos a filial de Apucarana-PR, que dois anos depois se tornou nossa matriz.

historia_1971
1975. Abertura da unidade de Itumbiara-GO

Continuando a ampliação dos negócios, inauguramos uma planta de processamento de milho em Itumbiara-GO.

historia_1975
1979. Lançamento da marca SINHÁ

Lançamento da marca SINHÁ, hoje presente em grande parte das cozinhas brasileiras.

historia_1983

Anos 80

1980. Aumento da presença no setor rural

Os anos 80 e 90 foram determinantes para o Grupo firmar sua presença, aproximando-se do setor rural com 76 armazéns gerais distribuídos em Goiás, Mato Grosso e Paraná, com capacidade total de 2.379.000 toneladas.

historia_1980
1986. Novas unidades em Itumbiara-GO e Apucarana-PR

Instalação de uma unidade de óleos vegetais em Itumbiara, com capacidade para processar 1.000t/dia de soja, hoje 1.700t/dia; uma fábrica de pré-cozido de milho; outra planta para produzir floculados em Apucarana; além de uma unidade administrativa.

historia_1986

Anos 90

1992. Novo complexo Industrial em Itumbiara-GO

Inauguração do complexo industrial em Itumbiara, incluindo a refinaria de óleos vegetais, com os mais avançados recursos tecnológicos e capacidade para envasar 400 latas/minuto e 600 garrafas PET/minuto.

historia_1992
1995. Investimentos no complexo soja, armazenagem e terminal hidroviário

Investimentos de US$ 27 milhões na fábrica de processamento de soja em São Simão (GO), em uma unidade armazenadora em Chapadão do Céu (GO) e no terminal hidroviário para escoamento da produção pela hidrovia Paranaíba-Tietê-Paraná.

historia_1995
1999. Implantação do SGI – Sistema de Gestão Integrada

Decidido a promover uma intensa modernização em sua estrutura, o Grupo Caramuru inicia a implantação do Sistema de Gestão Integrada.

1999. Investimentos em logística de exportação

Caramuru intensifica os investimentos em logística de exportação, por meio de um acordo operacional com a Citrosuco/Fischer, aplicando US$ 4 milhões no Porto de Santos, no armazém XL, com capacidade de 65.000t, e US$ 1 milhão na construção do terminal hidroferroviário em Pederneiras-SP, com capacidade para armazenar 60.000t de produtos.

historia_1999

Anos 2000

2000. Parceria com a ALL – América Latina Logística do Brasil S.A.

Alteração da razão social para Caramuru Alimentos e início da parceria com a ALL – América Latina Logística do Brasil S.A. Com um investimento de US$ 12,221 milhões, o acordo gerou uma participação de 50% no Terminal XXXIX, com capacidade estática de 180 mil t de grãos e farelo.

historia_2000
2001. Nova fábrica de extração e refino de óleos especiais

O Grupo Caramuru inaugura uma indústria para extração e refino de óleos especiais – milho e girassol. A fábrica, instalada no complexo industrial de Itumbiara, em Goiás, é a única no país a utilizar girassol 100% nacional. Nesse mesmo ano, a marca SINHÁ passa por uma modernização.

historia_2001
2002. Escolha da nova logomarca

Implantação da nova logomarca, escolhida por meio de votação pelos colaboradores do Grupo Caramuru.

logo
2003. Compra de novas locomotivas GE C-30 e vagões graneleiros Hopper

Aquisição de cinco locomotivas GE C-30 e 102 vagões graneleiros Hopper, com 100m³ e 125m³ de capacidade, para operar no trecho ferroviário entre o terminal da Caramuru em Pederneiras e o Porto de Santos.

historia_2003
2004. Implantação da ETE – Estação de Tratamento de Efluentes

Implantação da ETE – Estação de Tratamento de Efluentes, projetada para tratar todos os efluentes líquidos do complexo industrial de Itumbiara, com capacidade para processar 50.000 litros de água por hora, com reaproveitamento total dessa água na própria planta, nas torres de resfriamento e jardinagem.

historia_2004
2006. Novos investimentos em Itumbiara-GO

Investimentos na produção, armazenamento e expedição de lecitina de soja em Itumbiara-GO.

historia_2006
2006. Início da produção de biodiesel

Integrada ao Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) e com o objetivo de agregar valor e diversificar sua produção, a Caramuru inaugura sua unidade de produção de biodiesel, prestando importante contribuição para reduzir os impactos ambientais e promover a substituição de combustíveis fósseis por fontes de energia limpas e renováveis.

historia_2007

Atualmente

2010. Nova fábrica de biodiesel em Ipameri-GO

Instalação da nova fábrica de biodiesel em Ipameri-GO, com capacidade de 225 milhões de litros/ano, totalizando as duas unidades 450 milhões de litros/ano de biodiesel.

historia_2010
2011. Novos investimentos no complexo da soja

Ampliação das operações de soja, com o arrendamento de uma unidade industrial de extração de soja em Sorriso (MT), com capacidade de 1.000t/dia de esmagamento de soja e 200t/dia de óleo de soja.

historia_2011
2012. Investimentos na fábrica de SPC

Investimentos de mais R$ 100 milhões na nova fábrica voltada para a produção de SPC. Produzido a partir da soja, o SPC é um suplemento de proteína concentrada de alto valor agregado.

historia_2012
2015. Inauguração da nova Unidade Industrial de Ipameri-GO.

Com capacidade de esmagamento de 1.500 toneladas de soja por dia, a Unidade é fruto de um investimento de cerca de R$ 90 milhões. Apenas o início
da operação já gerou 250 empregos diretos e indiretos.

fabrica-ipameri